“O câncer de mama não dói, não fala que está chegando e não avisa se a lesão é maligna ou benigna. Exijam a mamografia”, alertou Elaine Esteves durante seu depoimento sobre como venceu o câncer de mama. Assim como a empresária, Débora Carvalho também foi diagnosticada com a doença. Convidadas pela Pertech, as duas mulheres dividiram suas experiências em uma enriquecedora palestra sobre o tema para cerca de oitenta colaboradoras da marca na última segunda-feira (8).

Diagnosticada com câncer de mama em 2016, Elaine foi surpreendida com a notícia. Na época com 40 anos, ela planejava engravidar novamente e nunca havia sido registrado um caso da doença em sua família. Durante o tratamento, um momento crucial foi a realização da mastectomia total. Após a cirurgia, que compreende a retirada total das mamas e dos músculos localizados na região, Elaine foi submetida a outro procedimento para a reconstrução das mamas. Com uma filha de oito anos, ela conta que não se preocupou tanto com a questão estética após vencer o câncer. “Estou viva. Vou me preocupar com um mamilo?”, indagou. Além disso, ela também ressaltou a importância de fazer a mamografia e exigir a realização do exame: “quem decide pela sua vida é você”, reforçou.

Assim como Elaine, Débora também pensava em ter um segundo filho aos 38 anos de idade quando recebeu a notícia no consultório médico. Segundo ela, durante a realização dos exames preventivos, o técnico informou que as probabilidades de “ter algo ruim” eram muito baixas. Por conta disso, quase desistiu de marcar uma consulta para apresentar os resultados. “Além de nos cuidarmos, temos que levar os resultados para o médico. Ele é quem vai diagnosticar”, alertou. Para vencer a doença, Elaine teve como maior inspiração sua família. “Meu filho tinha apenas três anos e eu pensava ‘ele precisa de mim’. É um desaforo eu não querer lutar pela minha vida”, contou emocionada.

Além dos depoimentos, uma enfermeira especialista em medicina preventiva também ministrou uma palestra sobre como evitar o câncer de mama. A profissional da saúde orientou as mulheres a realizarem o autoexame sempre no oitavo dia após o início da menstruação. Segundo ela, este é o período as mamas ficam mais irrigadas e macias, o que facilita a identificação de alguma anomalia. A enfermeira também explicou que o toque deve ser realizado com delicadeza e que qualquer alteração deve ser comunicada imediatamente em consulta médica. “Somos multiplicadoras da conscientização. É por isso que estamos aqui hoje”, concluiu.

O evento

No início do encontro, batizado de “Câncer de mama: vamos saber mais sobre o assunto?”, o presidente da Pertech, Edevaldo Sabaine, agradeceu a presença de todas e reforçou a importância de discutir o tema, esclarecer dúvidas e alertar as mulheres sobre os cuidados com as mamas. “A prevenção é para o bem de todos”, lembrou. Já a Gerente de Marketing, Vanessa Sebenello, comemorou a iniciativa da Pertech em reunir as colaboradoras para este propósito. “Este evento é de todas as mulheres da Pertech. Conseguimos um espaço importante em uma indústria que era masculina. Estou bastante feliz com esta nossa conquista. Uma, em cada dez mulheres, tem câncer da mama. Está mais próximo da gente do que a gente pensa”, lembrou.

Para a colaboradora da Pertech, Thalita Vieira de Carvalho, as informações compartilhadas foram muito valiosas. “Nenhum médico me disse para fazer o exame da mamografia sendo que minha mãe teve câncer de colo de útero. Nenhum médico me explicou o momento ideal para o autotoque. Foi muito rico e engrandecedor a empresa ter proporcionado um momento onde cada uma teve um tempo para se olhar e se avaliar”, avaliou.

Por Thamyê Bloes

Nenhum Comentário

Deixe um Comentário